Facebook e Youtube derrubam Bolsonaro da rede por mentir que vacinas causam infecção por HIV

0
Foto: EVARISTO SA/AFP

Mais uma vez o presidente Jair Bolsonaro utilizou uma live nas redes sociais para mentir sobre a vacinação contra o coronavírus. Desta vez, ele utilizou uma publicação falsa dizendo que, no Reino Unido, foi realizada uma pesquisa que indicaque que quem se vacinou contra o Covid-19 tinha propensão de desenvolver a AIDS. Não há qualquer relação entre a vacina e a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (em inglês, AIDS) que só pode ser contraída quando a pessoa entra em contato com o vírus HIV através de contato sexual sem preservativo ou contato com sague ou seringa contaminados.

O Youtube divulgou uma nota dizendo: “nós removemos a página do presidente Jair Bolsonaro por violação da política de saúde referente ao Covid-19, vacinação e prevenção”. Deputados da CPI da Covid-19 vão solicitar que o presidente Jair Bolsonaro seja banido das redes sociais, assim como aconteceu com o ex-presidente Donald Trump.

A fala do presidente relacionando a vacinação da Covid-19 à AIDS vai constar no relatório final da CPI da Covid, sendo mais um dos crimes contra a saúde pública que ele cometeu.

Atenção: VACINAÇÃO É SEGURA E É A ÚNICA FORMA DE NOSSAS VIDAS VOLTAREM AO NORMAL. VACINE-SE!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui